Categorias: Saúde

Magreza: Não é sinônimo de saúde

27 de fevereiro de 2020 | escrito por

Olá, leitores do blog da Feinkost, aqui estamos mais uma vez, só que hoje para falar de um assunto sério, falaremos sobre magreza excessiva e ressaltar: magreza não é sinônimo de saúde!

Ter preocupação com a aparência é normal, ainda mais hoje com a presenças das redes sociais, onde são postadas fotos contendo: curtidas, comentários daquele “crush”. Pressão por parte da sociedade. Mas, antes de mais nada, deve-se levar em consideração alguns pontos importantes:

  • Obsessão

Tudo que é exagerado não é saudável, e ter uma obsessão por magreza também não.

  • Baixo autoestima

Nada de se comparar com outras pessoas, cada pessoa tem sua característica, sua beleza em particular, seja ele (a): Branco (a), negro (a), pardo (a), alto (a), baixo (a), gordo (a) ou magro (a). O que estamos tentando dizer é que existem diversos biotipos, ou seja várias belezas em diferentes formas mas acima de tudo, o que queremos ressaltar é a sua SAÚDE, no sentido de bem-estar, de ser saudável, e sem se preocupar com os padrões imposto pela sociedade.

Se aceite, se ame!

Querer se sentir bonito (a) é normal, mas deixar de comer, ou fazer dietas malucas para perder peso, isso não é nada saudável, e o pior, pode ser ainda muito perigoso para a sua saúde.

Existem doenças que são desencadeadas por consequência de uma má alimentação. Portanto, além de estar prejudicando seu organismo, ainda pode ter sérios impactos psicológicos.

 Um distúrbio mais comum do que você imagina:

Você sabe o que é?

Estamos falando da Anorexia, um distúrbio alimentar que provoca uma perda de peso além do que é considerado saudável. A princípio, um dos principais sintomas é que o indivíduo tem uma imagem distorcida de seu próprio corpo, rejeitando-se.

 Mesmo já estando magro (a), nunca é suficiente, sempre estão insatisfeitos com sua aparência, querendo emagrecer cada vez mais, ficando assim muitas vezes abaixo de seu peso ideal (IMC).

Portanto, gostaríamos de ressaltar que:

Cuidar da aparência é importante, mas a partir do momento que você faz isso para agradar outra pessoa, não está certo, e mesmo se for para agradar a você mesmo (a) lembra-se: sua saúde em primeiro lugar.

E, se você caro leitor, deseja emagrecer para agradar a si próprio (a), tudo bem. Desde que seja de forma saudável sem prejudicar a saúde, e respeitando os limites de seu corpo, de preferência com acompanhamento de um profissional.

Até a próxima.

 https://www.bonde.com.br/saude/corpo-e-mente/obsessao-por-magreza-e-doenca-103581.html https://www.minhavida.com.br/saude/temas/anorexia

Tags: